Prefeitura de Curitiba envia 17 toneladas de roupas, alimentos, água e EPIs para Petrópolis



A Prefeitura de Curitiba enviou o primeiro carregamento com doações para a população de Petrópolis, na manhã desta quinta-feira (24/2). Foram 17 toneladas de roupas, alimentos, produtos de higiene e limpeza, além de equipamentos de proteção individual (EPIs), doados pela população e empresários que participaram da campanha desenvolvida pela capital. O município fluminense foi atingido por forte chuvas seguidas por deslizamentos de terra na última semana, com mortos, desaparecidos e desabrigados.


No caminhão da Defesa Civil do Estado, foram enviadas 10 mil peças de roupas de cama e de vestir, 650 quilos alimentos, 563 litros de água mineral, 280 caixas de pães embalados a vácuo, além de papel higiênico, 650 litros de álcool em gel, 100 litros de água sanitária, 60 litros de detergente, 40 mil máscaras descartáveis, panelas e brinquedos.


Todos os itens foram arrecadados pela Prefeitura durante uma campanha solidária que começou há uma semana e contou com 69 pontos de coleta espalhados por toda a cidade, em prédios públicos, supermercados e um shopping. Embora a ação pedisse roupas, a Fundação de Ação Social (FAS), que coordena os trabalhos, recebeu outros itens que também são importantes para a população de Petrópolis.


Como o volume de doações foi grande e a população continua encaminhando donativos, a Prefeitura de Curitiba fará na próxima semana um novo envio para o município fluminense de roupas e de papel higiênico que continuam no depósito do Disque Solidariedade.


Agradecimento

“É com imensa alegria que a cidade de Curitiba entrega esses itens, em imensa quantidade, à bela cidade histórica, orgulho do Brasil, Diocese da Igreja Católica, que viveu um cataclismo que nunca se havia imaginado”, disse o prefeito Rafael Greca, que acompanhou o envio das doações.


O prefeito agradeceu a todos que atenderam ao chamado da Prefeitura, a população em geral, aos supermercados Condor, Festvall e Mufatto e ao Shopping Curitiba, que foram pontos de coleta.

“Em nome do prefeito, do vice-prefeito, do arcebispo, dos servidores da FAS e da Defesa Civil de Curitiba e do Paraná nós de coração dizemos: muito obrigado”, disse Greca.

Acompanhado do arcebispo metropolitano de Curitiba, dom José Antônio Peruzzo, do vice-prefeito, Eduardo Pimentel, do presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, Greca destacou o quanto Curitiba é solidária e lembrou que a FAS nasceu do coração generoso da primeira-dama, Margarita Sansone.

Estiveram também com o prefeito, o chefe de Planejamento da Defesa Civil de Curitiba, Marcelo Santos, e o coordenador-executivo da Defesa Civil do Estado, tenente-coronel Adriano de Mello.


Destino

As doações de Curitiba serão entregues na Paróquia São Sebastião do Carangola, onde será realizada a distribuição para população atendida. A definição do local foi feita a partir de contatos do arcebispo dom Peruzzo, com o arcebispo do Rio de Janeiro, cardeal dom Orani Tempesta.

“Neste momento é preciso que as parcerias se multipliquem. O que chega é feijão, água, calçados, roupas, água sanitária, produtos de higiene, mas são formas materializadas da solidariedade acalentada entre nós”, disse dom Peruzzo. “É uma síntese bastante quantificada de muita sensibilidade vivida entre nós”, completou.

O arcebispo parabenizou a iniciativa do prefeito e o empenho da FAS pela realização da campanha. “Falo isso em nome da Diocese de Petrópolis, que poderá ajudar a muitos mais, partindo da sensibilidade de nós todos”, disse.


Solidariedade

Em uma semana de campanha, a FAS arrecadou 200 mil peças de roupas que, depois de uma seleção, resultaram em 160 unidades em bom estado de uso e que serão enviadas a Petrópolis.


O presidente da FAS, Fabiano Vilaruel, destacou que o volume é um pouco menor do que o arrecadado pela campanha municipal Doe Solidariedade, de abri a dezembro de 2021. “Nós já sabemos que os curitibanos são solidários, mas ficamos extremamente surpreendidos com o resultado alcançado em tão poucos dias”, comentou.




6 visualizações0 comentário