Pró-Metrópole recebe instituições de ensino superior para parcerias com a RMC



O comitê gestor do Programa de Desenvolvimento Produtivo Integrado da Região Metropolitana de Curitiba (Pró-Metrópole), recebeu nesta terça-feira (19), durante reunião mensal, na sede do Sebrae PR, representantes da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Instituto Federal do Paraná (IFPR) e Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR).


O objetivo da aproximação entre o Pró-Metrópole e a comunidade acadêmica é iniciar parcerias para realização de atividades de extensão universitária para apoio técnico / científico aos municípios da Grande Curitiba.


O presidente do Pró-Metrópole e vice-prefeito de Curitiba, Eduardo Pimentel, deu as boas-vindas aos convidados e demonstrou otimismo com a nova parceria.

“Começa aqui uma grande oportunidade para ajudar nos problemas pontuais. A participação e a expertise das universidades deve ser exaltada especialmente na contribuição do desenvolvimento regional, de forma que resulte no maior programa social que pode existir: a geração de empregos”.

Em seguida, o secretário municipal para o Desenvolvimento da Região Metropolitana de Curitiba, Leverci Silveira Filho destacou que o próximo passo é identificar as dificuldades dos municípios para que sejam direcionadas aos estudos dos acadêmicos. Ele citou o trabalho que resultou no Diagnóstico do Plano Regional de Desenvolvimento da RMC.


“No levantamento realizado nos 28 municípios vizinhos da capital paranaense, foram coletadas informações pontuais sobre agricultura, turismo, indústria e comércio. Também foram compilados dados sobre as dificuldades enfrentadas e integração entre as cidades. Este foi o diagnóstico, agora virá o prognóstico ”, detalhou.

O diretor da Escola de Engenharia e Arquitetura da UFPR, Horácio Tertuliano Filho, destacou que a “universidade só tem sentido quando torna a sociedade melhor e que inserir a UFPR no contexto é um motivo de muita honra”.


Em nome do IFPR, o diretor geral do campus Pinhais, Celso Luiz Buiar, salientou que o foco da instituição é multiplicar a expertise no uso de ferramentas e tecnologias.

“Podemos citar projetos de robôs e serviços para que os pequenos empresários que otimizam a produção, reduzam custos e melhorem os processos em geral”.

A UTFPR, por sua vez, foi representada pelo pró-reitor adjunto de Relações Empresariais e Comunitárias, Fernando Molin, que falou sobre o trabalho em rede, com tecnologia e humanismo.

“ Se a universidade não servir à sociedade, não está cumprindo seu papel”.

A PUCPR também participou da reunião, com a manifestação do gerente de planejamento e extensão Rodrigo Andrade. Ele enfatizou que nenhum diploma representa mérito próprio, pois configura uma “hipoteca social”.

“Não estamos falando somente de profissionais, mas de pessoas com formação técnica para estar a serviço da sociedade e ajudar no desenvolvimento”.

Também participaram da reunião: Marcos A. Zanetti (prefeito de Balsa Nova), Airton Hack (Associação Comercial do Paraná), Celia Regina Rocha (ACIAL - Associação Comercial Industrial Agropecuária da Lapa), Marcelo Ferraz Cesar (Prefeitura de Curitiba), Weliton Perdomo (Sebrae), Alvaro Pereira (UFPR), Samanta Ramos Santos (IFPR), Genesio de Siqueira Junior (Sec Des. RMC), Marcio C Wosniak (Casa Civil – Governo PR), Eros Tozetto (ADETUR - Agência de Desenvolvimento Turístico), Luiz Ribeiro (Sec Des. RMC), Luiz Rolim de Moura (Sebrae PR), Neco Prado (ASSOMEC - Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba), Tatiana Turra (Instituto Municipal de Turismo), Paulo Cesar Naiuack (Comércio), Elaine Leal (Instituto Municipal de Turismo), Alissele Liceski Rabiço (Sebrae), Luiz Roberto Zaia (Sebrae), Gustavo Martini Buso (PUC PR), Cesar Augusto do Nascimento (ASSOMEC - Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba).



18 visualizações0 comentário