Oficina de planejamento do Pró-Metrópole reúne eixo sul da RMC na cidade da camomila



O maior produtor latino-americano de camomila, Mandirituba, recebeu durante esta quarta-feira (03) representantes dos municípios que compõem a região sul da Grande Curitiba para uma oficina de planejamento. O segundo dia de atividades do Pró -Metrópole (Programa de Desenvolvimento Produtivo Integrado da RMC) em parceria com a Secretaria de Planejamento do Estado do Paraná, foi realizado no palco do Teatro Municipal e contou com a presença do prefeito de Mandirituba, Luis Antonio Biscaia, que saudou os visitantes na abertura do encontro.


O secretário para o Desenvolvimento da Região Metropolitana de Curitiba, Leverci Silveira Filho, explicou o real objetivo da pasta que é “discutir questões metropolitanas, as quais exigem organização e planejamento”. Destacou também que a ação é resultado da etapa do diagnóstico para elaboração do Plano Regional de Desenvolvimento.


Na fase anterior, os 28 municípios vizinhos da capital paranaense responderam questionários sobre as principais dificuldades e potencialidades nos eixos do turismo, agricultura e indústria e comercio. Na sequência, a Secretaria de Planejamento do Estado do Paraná desenvolveu o estudo técnico e propôs oficinas para a continuidade das ações mediante participação presencial. Foram realizadas discussões sobre os territórios, através de dinâmicas em grupo, nas quais foram elencadas prioridades, que futuramente serão incluídas no Plano Plurianual do Estado do Paraná.


O coordenador de Integração Econômica da SEPL, Marcelo Antonio Percicotti da Silva, destacou a realização do Programa Paraná Produtivo (Programa de Desenvolvimento Produtivo Regional Integrado) e o principal objetivo da oficina. “Promover o desenvolvimento exponencial, através da cooperação de atores locais (prefeituras), setor produtivo e governo”, disse.


O diretor da Associação dos Municípios da Região Metropolitana de Curitiba (Assomec), Neco Prado, destacou a importância de medidas que atendam a população a longo e curto prazo. “Temos a responsabilidade de planejar, mas também entregar resultados que acrescentem à qualidade de vida das pessoas com brevidade. Esses são nossos desafios”, pontuou.


O consultor do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae PR) e responsável pelo comitê territorial Gralha Azul, Alex de Paula, falou em nome da instituição, elogiando a iniciativa. “Um trabalho que une os municípios e o fomenta o desenvolvimento e a integração” resumiu.


À convite do projeto de extensão universitária do Pró-Metrópole, o coordenador acadêmico do Departamento de Engenharia Química da Universidade Federal do Paraná – UFPR, Arion Zandoná Filho também participou das atividades do encontro.


Compõem a região sul os seguintes municípios: Mandirituba, Piên, Agudos do Sul, Quitandinha, Tijucas do Sul, Campo do Tenente, Contenda, Lapa, Rio Negro.


Participaram da organização da oficina: Maria Ozelia de Souza (especialista em psicologia e coaching – assessora técnica da coordenação de Integração Econômica/SEPL), Tatiani Macarini (Assistente Social, especialista em gestão social SEPL), Eliziane Becker Gervasio (administradora SEPL) , Antônio Borges dos Reis (SEDRMC), Genésio de Siqueira Júnior (SEDRMC), Edvania Rodrigues (SEDRMC), Luiz Ribeiro (SEDRMC).

Fotos: Monique Eveline Grings





39 visualizações0 comentário