Cinco novos espaços da cidade ganham Jardins de Mel



Depois de capturar com sucesso seu enxame de abelhas nativas, o Centro Municipal de Educação Infantil Uberaba agora tem a sua própria caixa do projeto Jardins de Mel da Prefeitura de Curitiba, uma parceria entre as secretarias do Meio Ambiente, Educação e Segurança Alimentar.

A instalação foi feita pela equipe do Museu de História Natural Capão da Imbuia, uma das sedes do projeto, pelo Departamento de Pesquisa e Conservação da Fauna da Secretaria do Meio Ambiente. “Ficamos felizes com a repercussão do Jardins de Mel e com a sensibilização sobre a importância das abelhas sem ferrão nas nossas escolas”, avalia a chefe do Museu, Patricia Weckerlin.

O trabalho no CMEI começou em setembro do ano passado, de acordo com a diretora Beatriz Carmo Molina, e envolveu, também, a sensibilização das famílias dos estudantes.

“Quando instalamos nossa isca, alguns pais nos procuraram preocupados com as picadas. Foi uma grande oportunidade para esclarecer que as abelhas nativas são inofensivas e essenciais para a natureza”, completou Beatriz.

A conversa e a isca deram resultado. “E fomos escolhidos pelas abelhas mirins”, comemorou a diretora. Além da caixa do Jardins de Mel, o CMEI ganhou mudas de flores. Ao todo, a cidade ganhou cinco Jardins de Mel em junho, para comemorar o Mês do Meio Ambiente.

As colmeias ficam, ainda, no Parque dos Tropeiros, no Centro de Educação Infantil Pingo de Gente, no Centro Municipal de Educação Infantil Santa Efigênia e na Escola Municipal Eva da Silva.

Agora, a cidade conta com 89 Jardins de Mel, em unidades de conservação, hortas comunitárias e na Fazenda Urbana, além de escolas municipais. São 125 caixas de abelhas sem ferrão - jataí, mandaçaia, manduri, mirim e guaraipo - espalhadas pela cidade. O projeto tem como objetivo a divulgação das abelhas nativas sem ferrão, responsáveis pela polinização de cerca de 90% das plantas brasileiras.

Texto: PMC

2 visualizações0 comentário