Bom Negócio amplia capacitações gratuitas e retoma aulas presenciais




O programa Bom Negócio Vale do Pinhão, que oferta formação empresarial gratuita, foi relançado nesta terça-feira (26/4) pelo prefeito Rafael Greca e Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação. A iniciativa ilustra mais um passo da capital na aceleração econômica após dois anos de pandemia e marca uma nova fase do programa, que está ganhando mais capacitações gratuitas.


O evento, no Salão Brasil da Prefeitura, reuniu representantes das instituições parceiras do programa, como a Isae/FGV- Fundação Getúlio Vargas, Kenzie Academy, Universidade Federal do Paraná (UFPR), Unicuritiba, Universidade Positivo e Uninter.

“A educação só vale quando se transforma em um processo social. Esperamos que se ampliem essas 380 vagas que estamos lançando. De 2018 até agora, já passaram pelo programa mais de 12 mil alunos”, disse o prefeito.

Ele parabenizou as instituições parceiras e lembrou do grande desafio para capacitar as pessoas para a nova realidade que está vindo aí. “É muito importante que o mundo evolua no sentido que a tecnologia não seja só um bem de consumo a ser adquirido, mas um bem compartilhado pela sociedade”, disse o prefeito.


Greca espera que a tecnologia faça uma revolução na educação e antecipou que a primeira luminária com tecnologia 5G será instalada em breve no Passeio Público.


Volta das aulas presenciais

Nessa nova fase do programa Bom Negócio as aulas voltam a ser presenciais. Estavam suspensas nos últimos dois anos devido à pandemia.


O curso de gestão empresarial foi reformulado e passa a se chamar Empreendedor Bom Negócio. O programa vai oferecer os inéditos cursos de Startups e de Tecnologia, este último de formação de programadores.


As aulas gravadas de cada módulo do Empreendedor Bom Negócio foram produzidas em parceria com o Sebrae Paraná e o Isae/FGV e já estão disponíveis no portal do programa.


As aulas presenciais começam no dia 9 de maio e serão ministradas pela Unicuritiba (Perfil Empreendedor), Universidade Positivo (Estratégia e Processos), Uninter (Marketing e Vendas) e Faculdades Fiep (Finanças). Para participar de cada módulo presencial será obrigatório assistir às videoaulas. São 40 vagas por módulo.


Empresas turbinadas

Cris Alessi, presidente da Agência Curitiba, disse que esta é ótima oportunidade para o empreendedor dar um upgrade em seu negócio, o que vai contribuir com a retomada da economia, além de gerar ganhos.


“Quem participa pode se tornar um especialista em empreendedorismo ou tecnologia. Nós temos módulos de marketing, vendas, finanças, modelo de negócio, planejamento estratégico, tudo o que é importante para que o negócio tenha sucesso”, explica. Ela ressalta que outro incentivo importante é que a capacitação é gratuita.


“O Bom Negócio é um programa gratuito com mais de 100 horas de aulas presenciais e online. Os módulos acontecem durante o ano, o que facilita o planejamento. Então, não há desculpa para não se especializar e dotar o seu negócio com uma visão de gestão”, avaliou.


Empreendedor Bom Negócio


Com a reformulação do conteúdo, o curso de gestão empresarial passa a se chamar Empreendedor Bom Negócio e terá uma carga horária de 128 horas de aulas gratuitas. Serão quatro módulos (Perfil Empreendedor, Estratégia e Processos, Marketing e Vendas e Finanças), divididos em 20 horas de videoaulas (EAD) e 108 horas de turmas presenciais. O aluno poderá se inscrever em todos os módulos ou fazer cada um deles, tendo direito a certificados.


Bom Negócio - Startup


O curso Bom Negócio – Startups terá uma carga horária de 88 horas e irá oferecer capacitações gratuitas à distância gravadas (EAD) e presenciais, treinamentos, mentorias, conexões e redes com foco no aprimoramento dos projetos inovadores.

Os participantes do curso irão trabalhar, inclusive, no desenvolvimento de funcionalidades dos chamados Mínimo Produto Viável (MVP), a fase inicial de um produto (ou serviço) que solucione demandas do cotidiano de potenciais usuários e clientes. O Bom Negócio – Startups terá 20 horas de aulas gravadas de EAD sobre Perfil Empreendedor, Estratégia e Processos, Marketing e Vendas e Finanças. As videoaulas também serão pré-requisitos para que os participantes do curso possam ingressar nas turmas presenciais de Estratégia e Processo (34 h), ministrada pela Universidade Positivo, e de Startups (34 h), que será dada por professores da Agência de Inovação da UFPR. Para todo o curso, são 40 vagas.


Bom Negócio - Tecnologia

O curso Bom Negócio – Tecnologia terá início em junho e irá capacitar gratuitamente os curitibanos a atuar em empresas de tecnologia, com 50 horas de aulas gravadas e remotas sobre linguagens de programação (HTML, CSS e JavaScript, por exemplo).

O curso será oferecido em parceria com a escola de programação curitibana Kenzie Academy e ao final os participantes irão desenvolver um projeto de site que servirá como portfólio profissional. Serão 40 vagas para participantes do Bom Negócio – Tecnologia.


Presenças

Participaram do evento o vice-prefeito Eduardo Pimentel; Norman Neto (Isae/FGV); Daniel Soifer (Kenzie Academy); Helton José Alves e Pedro Henrique Gonzales (UFPR); José Augusto (Unicuritiba); Luiz Gustavo Alves de Lara, Luiz Pereira Jr. e Roberto Benedeto (Universidade Positivo); Jorge Bernardi (Uninter); Alessandra Reis e Daniela Vitório Del Puente (Agência Curitiba de Desenvolvimento e Inovação); o chefe de Gabinete do prefeito, Francisco Assis; e o assessor de Articulação Política, Lucas Navarro de Souza.

Prefeitura de Curitiba



7 visualizações0 comentário