Buscar
  • Luiz Ribeiro

Abrir empresa em Curitiba é 60% mais rápido que a média brasileira; tempo médio é de 25 horas



Redução da burocracia e agilidade de processos diminuíram o tempo para abrir uma empresa em Curitiba. Uma empresa é aberta, em média, em 25 horas (1 dia e 1 hora) na capital paranaense. O tempo é 60% menor do que a média brasileira, de 64 horas (2 dias e 16 horas). Os dados são do Mapa de Empresas do segundo quadrimestre de 2021, elaborado pelo Ministério da Economia.


O relatório mostra que Curitiba reduziu o tempo de abertura de empresas em 52% no último ano. No segundo quadrimestre do ano passado, uma empresa levava, em média, 53 horas (2 dias e 5 horas). A capital está entre as três mais rápidas para abertura de empresas no País – atrás apenas de Goiânia (18 horas) e Maceió (22 horas).


O Mapa das Empresas considera, no cálculo do tempo, o cumprimento da etapa da viabilidade - em que o município e a Junta Comercial confirmam a possibilidade de a empresa se estabelecer no endereço indicado e usar o nome empresarial escolhido - e da etapa do registro - em que a Junta Comercial fornece o contrato social e o número do CNPJ gerado pela Receita Federal.


Para empresas que exploram atividades de baixo risco e médio risco, que representam aproximadamente 90% das registradas, o cumprimento dessas duas etapas é suficiente para o início do funcionamento.

“O tempo de abertura de empresas é um dos aspectos mais importantes para medir a qualidade do ambiente de negócios em um local, porque traduz diretamente como a burocracia afeta a vida de empresários que estão começando seus negócios. E Curitiba vem avançando muito nesse sentido”, diz Vitor Puppi, secretário de Planejamento, Finanças e Orçamento.

Para os empresários, a facilidade e a rapidez na hora de abrir um negócio vêm surpreendendo. Aline Inocênio Folador abriu em março de 2021 a Lloret, loja on-line de moda praia e pijamas. Entre a entrada do pedido e a liberação do alvará para funcionamento foram menos de dois dias. E tudo de forma on-line.

“Eu me surpreendi porque não precisei ir até a Prefeitura em nenhum momento para abrir a minha empresa”, afirma Aline Folador.

Com toda documentação em mãos, a empresária Vania Zardo conseguiu abrir sua empresa em 2019, uma franquia da Cacau Show, em menos de uma semana.

“Foi mais fácil do que eu pensava. O trâmite com a Prefeitura foi mais rápido do que com a própria Cacau Show”, lembra ela, que montou a loja dentro de um hipermercado, no bairro Cristo Rei.




5 visualizações0 comentário