Buscar
  • Luiz Ribeiro

4º Seminário Paranaense de Logística Reversa debate novas diretrizes para a destinação de resíduos



Desde junho deste ano, o Paraná tem nova legislação em vigor para resíduos sólidos. A Lei Estadual 20.607 estabelece diretrizes e estratégias para a operacionalização e fiscalização do Plano Estadual de Resíduos Sólidos (PERS). Agora, as empresas devem comprovar ações de logística reversa para a obtenção de licença de operação e suas renovações.


Para debater o tema, a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (Fiep), em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), Instituto Água e Terra (IAT) e Instituto Paranaense de Reciclagem (InPAR), promove o 4º Seminário Paranaense de Logística Reversa. O evento será no dia 7 de dezembro, das 14 horas às 18 horas, no auditório Mário De Mari, no Campus da Indústria, em Curitiba. O formato será híbrido (online e presencial). As inscrições antecipadas podem ser feitas aqui e as vagas são limitadas.


Evento sobre as novas diretrizes da logística reversa poderá ser acompanhado presencialmente ou de forma virtual. (Crédito da foto: Gelson Bampi)


Na programação está prevista a participação de especialistas, representantes da Sedest, do InPAR e de profissionais com expressiva experiência em logística reversa. No primeiro painel, que vai tratar das novas diretrizes, serão três palestras, além de espaço para debate com perguntas aos convidados. A primeira palestra, mostrará um panorama geral sobre o assunto no Brasil. Logo em seguida será a vez de tratar dos avanços da gestão dos resíduos sólidos no Paraná. E, para fechar a etapa inicial, serão apresentadas as novas normativas estabelecidas no Paraná, além da Plataforma Contabilizando Resíduos, uma ferramenta de gestão das informações sobre resíduos sólidos no estado.


A segunda etapa será dedicada às experiências das entidades gestoras, com apresentação de cases de sucesso. O InPAR e o ILOG tratarão da logística reversa de embalagens em geral. Na sequência, a Green Eletron, entidade gestora de pilhas, baterias e produtos eletroeletrônicos, vai apresentar os avanços e desafios do setor. E para fechar o segundo painel, o inPEV – Instituto Nacional de Processamento de Embalagens Vazias, explicará detalhes da destinação final de embalagens de agrotóxicos. O evento será encerrado após o tempo para perguntas e dúvidas dos participantes.


4 visualizações0 comentário